Detalhe de Planta do Rio de Janeiro, Dufour, 1838 

DESTAQUES DO RIO ANTIGO

Nesta bela representação do Centro do Rio no século 19, ressaltam-se:

* Convento de Nossa Senhora da Ajuda, inaugurado em 30.03.1750, o primeiro claustro de mulheres que a cidade possuiu. Derrubado em 1911, abrigava o Chafariz das Saracuras, obra de Mestre Valentim, que foi desmontado e hoje se encontra na Praça General Osório, em Ipanema. As terras fronteiras denominavam-se Campo da Ajuda (hoje Cinelândia);

* O primeiro matadouro de gado do Rio de Janeiro, criado em 1774 e localizado na Praia de Santa Luzia (ao lado do Obelisco da Av. Rio Branco). Como o cheiro de carniça, as moscas, as carcaças expostas incomodavam bastante a sociedade freqüentadora do vizinho Passeio Publico, o matadouro foi transferido em 1853 para o Aterrado de S. Cristóvão, na Praça da Bandeira. Posteriormente, foi para Santa Cruz; 

* Morros do Castelo de de Santo Antônio ainda intactos;

* Fonte da Carioca (aqueduto da Carioca, Arcos da Lapa), funcionando perfeitamente com 16 bicas. A água excedente corria pela rua da Vala (Uruguaiana) e desaguava na Prainha (Praça Mauá) e pela rua do Cano (Sete de Setembro) até o Chafariz do Mestre Valentim, no Largo do Paço (Praça XV).

Celso Serqueira e-mail do autor

  > fechar <

www.serqueira.com.br

© Copyleft 2005 CMS